Venezuela vai à ONU contra Bolsonaro por ‘negligência’ no combate ao coronavírus

Venezuela vai à ONU contra Bolsonaro por ‘negligência’ no combate ao coronavírus
O governo da Venezuela denunciou o presidente Jair Bolsonaro na ONU (Organização das Nações Unidas) por “negligência criminosa” no combate ao novo coronavírus. Em carta direcionada ao secretário-geral da entidade, o português António Guterres, embaixador venezuelano na ONU, Samuel Moncada, diz que o Brasil “se tornou o pior inimigo dos esforços para sairmos vitoriosos da pandemia na América Latina”.

“Tenho a honra de me dirigir a Sua Excelência para falar da perigosa situação que sofre a América do Sul, incluindo a Venezuela, como resultado do avanço agressivo da covid-19 e da atuação irresponsável do senhor Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, país onde se encontra hoje o maior foco da doença em nosso continente”, escreveu o diplomata venezuelano. Na carta, Samuel Moncada também faz um alerta para os riscos de contaminação de venezuelanos na fronteira com o Brasil.

“Quando milhares de migrantes venezuelanos, fugindo da discriminação, da xenofobia e de outras formas similares de intolerância de que têm sido vítimas no país vizinho, voltam voluntariamente à Venezuela, isso pode ser determinante para a propagação do vírus em nosso território, apesar dos protocolos que temos implementado nas diferentes fronteiras”. O embaixador venezuelano citou ainda no documento algumas declarações controversas de Bolsonaro, como a ameaça de tirar o país da Organização Mundial de Saúde (OMS), e listou entre as ações do governo brasileiro a “negação da severidade da pandemia”, a “carência de uma política pública coerente para a contenção” do vírus, e “ameaças ao multilateralismo.”

Casos de covid-19
O Brasil é o segundo país no mundo com maior número de casos (923.189) e mortes (45.241) pela covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos (2.137.731 de casos e 116.964 óbitos). Segundo dados da universidade americana Johns Hopkins, a Venezuela tem oficialmente 3.150 casos confirmados da doença com 27 mortos, mas o país é acusado por órgãos internacionais de mentir sobre os reais dados do coronavírus.

Estimativas apontam que o número de mortos na Venezuela poderia ser até 30 vezes maior do que o oficial.

catracalivre.com.br/cidadania/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *