Neuralgia occipital: a doença causada pelo seu smartphone

Neuralgia occipital: a doença causada pelo seu smartphone

Você têm sentido dores de cabeça muito fortes? Se você descreveria essa dor como pontadas latejantes na cabeça, talvez a culpa seja do seu smartphone. Essa condição se chama “neuralgia occipital”.  Os nervos occipitais emergem da coluna vertebral na parte de trás do seu pescoço e se ramificam ao longo de todo o seu couro cabeludo. De acordo com a Dra. Myrna Cardiel, da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos, a neuralgia occipital é uma condição que acontece quando a base desses nervos se tornam comprimidas ou danificadas. Isso resulta em uma dor crônica muito chata, que muitas vezes dá uma sensação de queimação na cabeça, na parte traseira ou na lateral. Em casos mais graves, a dor pode se espalhar por todo o couro cabeludo.

O que o seu smartphone tem a ver com isso? Essa condição tem tudo a ver com postura e é fortemente presente em pessoas que trabalham em laptops, ou olhando para telas posicionadas de forma errada. Todos os movimentos que você faz que podem esticar seus músculos do pescoço podem ser a causa dessa doença. Em muitas pessoas, o que lhes faz ficar com o pescoço levemente abaixado o dia inteirinho é o smartphone. De acordo com a Dra. Cardiel, neurologista há mais de 10 anos, os casos dessa condição se multiplicaram em escala exponencial depois da popularização desses tipos de celulares.

Tratamento – Felizmente, existe um tratamento simples para neuralgia occipital – mas não é uma cura. A Dra. Cardiel recomenda a aplicação de uma injeção de analgésicos nos nervos acima do pescoço – o que deixa a parte de trás da cabeça completamente dormente. O medicamento se espalha através dos nervos e bloqueia o envio de sinais que causam dores de cabeça por esse motivo. Vale lembrar que, antes de você se preocupar por achar que pode ter neuralgia, procure um médico. Os neurologistas são os mais indicados para avaliar seu caso, e recomendar o tratamento mais eficiente. Durante a consulta, o médico deve perguntar coisas sobre sua postura e hábitos diários, posições preferidas para dormir, com o que você trabalha, e essas coisas todas. Seja sincero.

FONTE: HYPESCIENCE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *