Bolsonaro tem reprovação de 50% e aprovação de 27% na gestão da crise do coronavírus, diz Datafolha

Bolsonaro tem reprovação de 50% e aprovação de 27% na gestão da crise do coronavírus, diz Datafolha

Levantamento ouviu, por telefone, 2.069 pessoas maiores de idade na segunda e na terça-feira; margem de erro é de dois pontos percentuais. Pesquisa do Instituto Datafolha publicada no site do jornal “Folha de S.Paulo” no final da noite desta quinta-feira (28) mostra os seguintes percentuais de avaliação da atuação do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia do novo coronavírus:

Ótimo ou bom: 27% (a última foi 27%, em 27 de abril) – Ruim ou péssimo: 50% (a última foi 45%) – Regular: 22% (a última foi 25%) – Não sabe: 1% (a última foi 3%) – O levantamento ouviu 2.069 pessoas maiores de idade na segunda e na terça-feira (26). As entrevistas foram feitas por telefone. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

Avaliação do desempenho de Bolsonaro na pandemia – A pesquisa também fez outras perguntas. Veja itens abaixo:  Opinião sobre a responsabilidade de Bolsonaro pelo avanço da pandemia – Muito responsável: 33% – Um pouco responsável: 20% – Não é responsável: 45% – Não sabe: 3% Saúde – A aprovação do desempenho do Ministério da Saúde na crise sanitária, agora comandada interinamente pelo general Eduardo Pazzuelo, também caiu. Antes era 55%, foi a 76% e agora desabou para 45%.

Avaliação do desempenho do Ministério da Saúde na pandemia – Ótimo ou bom: 45% – Ruim ou péssimo: 21% –Regular: 32% –Não sabe: 2% Governadores – Os governadores seguem melhor avaliados do que Bolsonaro. Governadores do Sul têm 68% de ótimo e bom, seguidos por de Nordeste (53%), Norte/Centro-Oeste (52%) e Sudeste (50%) – empate técnico nos quatro últimos casos.

Avaliação do desempenho do governador do estado na pandemia – Ótimo ou bom: 50% (54% na última pesquisa) – Ruim ou péssimo: 25% (20% na última pesquisa) – Regular: 24% (24% na última pesquisa)  Não sabe: 1% (2% na última pesquisa) –

Opinião sobre a responsabilidade do governador do estado pelo avanço da pandemia – Muito responsável: 19% – Um pouco responsável: 20% – Não é responsável: 58% – Não sabe: 3%

g1.globo.com/politica/noticia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *