Dono do Facebook detona Bolsonaro e não deixa pedra sobre pedra

O dono do Facebook, Mark Zuckerberg, surpreendeu a todos ao criticar o presidente Bolsonaro nesta quinta-feira, 21 de maio. Mark Zuckerberg usou Bolsonaro como exemplo sobre disseminação de informações falsas nas redes sociais. Segundo o empresário, a rede social continuará removendo informações falsas relativas ao coronavírus e isso ocorrerá independente da posição social de quem publicou as mensagens.

Mark Zuckerberg publicou uma mensagens em que dizia que cientistas teriam falado em cura para a Covid-19. Isso, até o momento, não foi comprovado. “Isso obviamente não é verdade e é por isso que a removemos. Não importa quem diga isso”, falou Mark Zuckerberg ao citar a exclusão do post do presidente da república do Brasil.

Mark Zuckerberg também falou sobre as disputas eleitorais americanas, em que as fake news foram acusadas de beneficiar Donald Trump.

Decisão de Mark Zuckerberg divide opiniões nas redes sociais

Nas redes sociais, muita gente falou sobre a decisão do dono do Facebook em relação a Bolsonaro. “A que ponto chegamos, precisamos do dono do Facebook para filtrar as mentiras do seu Jair. Fala sério! Viramos chacota do mundo.”, disse um dos internautas ao falar sobre o tema.

“Que nada, as direitas internacionais estão tendo um dia de alta com essa histeria controladora“, disse outro ao criticar a medida do Facebook. “Ver o Bozo sendo chamado de mentiroso e sendo escurraçado das redes sociais não tem preço kkk, pessoas que ficam propagando falsas informações tem que ser excluídas”, disse outro ao comentar o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *