Manifesto que pede renúncia de Bolsonaro tem adesão de dezenas de parlamentares

A situação política do presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), está cada vez mais complicada e diante de seu isolamento e da falta de apoio a base do governo está enfraquecida e perdendo espaço.

Recentemente foi criado um manifesto pedindo a renúncia do presidente Jair Bolsonaro, que já foi assinado por diversas lideranças políticas de esquerda e já conseguiu a adesão de mais de 60 parlamentares.

Além das entidades políticas todo e qualquer cidadão que comungue com o desejo de que Bolsonaro deve renunciar pode assinar e registrar seu apoio na plataforma criada para este fim: www.acaboubolsonaro.com.br.

Intitulado de “Manifesto de Unidade da Esquerda”, o texto afirma que a conduta do presidente Jair Bolsonaro é “irresponsável” frente à pandemia do novo coronavírus e pede medidas para a redução da proliferação da doença, para a garantia de renda às famílias e para a preservação do emprego e das empresas.

Vários parlamentares e ex-candidatos à presidência da República, Fernando Haddad (PT), Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL) e Manuela D’Ávila (PCdoB), além de membros do PCB, PSB, PV e Rede Sustentabilidade, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), o deputado Túlio Gadêlha (PDT-PE), a deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ), o deputado José Luiz Penna (PV-SP), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e o senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB).

Vale ressaltar que tal manifesto foi criado antes da enorme crise causada pela saída de Sergio Moro que aconteceu nesta última sexta-feira (24), que deixou o Ministério da Justiça e fez graves acusações contra o presidente Jair Bolsonaro e seus filhos.

Tais acusações caíram como uma bomba no Planalto Central e estremeceu a relação de Jair Bolsonaro até mesmo com seus maiores apoiadores, como por exemplo, o pastor Silas Malafaia e Luciano Hang, dono da Havan.

Vale ressaltar que vários pedidos de impeachment contra Bolsonaro já foram protocolados nas últimas horas.

Covid-19
O novo coronavírus não escolhe suas vítimas, todos estão sujeitos e suscetíveis ao contágio, por isso siga as orientações do Ministério da Saúde e proteja-se. FIQUE EM CASA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *