Aprenda macete na hora do forno, que vai deixar seu pudim com, ou sem furinhos

Pudim com ou sem furinho? Há quem goste da sobremesa lisinha, outros adoram a aparência dos furinhos e temos, claro, os adeptos aos dois modos. Verdade seja dita, pudim de leite é delicioso de qualquer jeito, mas para não deixar a cara da sobremesa à mercê da sorte, reunimos algumas dicas para deixá-la do jeitinho que você preferir.

Pudim com furinhos: Misturar bem. Para que a sobremesa seja servida com furinhos, bata bastante os ingredientes no liquidificador – nessa fase quanto mais bolhas melhor – pois ao se romper elas formarão os furinhos.

Fogo alto: Assar o pudim em uma temperatura em torno de 200º C a 220º C. Com a temperatura alta o pudim vai ferver e coagular mais rápido os ovos em sua massa, criando os furinhos. Outra dica é colocar água quente no banho maria antes de levar a massa ao forno.

Pudim lisinho: Sem bolhas: O ar incorporado na massa é responsável pelos furinhos vistos no pudim. Por isso, para criar uma consistência lisa é importante evitar que bolhas se formem durante o preparo da massa, mexendo com cuidado e estourando as que aparecem.

Fogo baixo:Outro fator indispensável é deixar o forno em uma temperatura mais baixa para evitar que as gemas coagulem. Colocar água fria no banho maria antes de ir para o forno também é uma sugestão para que a massa demore mais para ficar pronta.

Nos dois casos: Para saber se o pudim já está pronto, coloque o dedo na superfície do alumínio que cobre a sobremesa. Se o dedo não afundar, está pronto. O ideal é que o doce fique pelo menos quatro horas na geladeira antes de ser servido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *