0

Após máscaras no Carnaval, Fábio Assunção reage: “Em frente e em paz”

Fábio Assunção, que já havia mostrado que se sente ofendido com os memes sobre a sua dependência química, não compareceu ao desfile das escolas de samba de São Paulo na última sexta-feira (01), local em que tinha presença confirmada.

O ator resolveu se pronunciar em uma rápida e objetiva nota divulgada à Folha de São Paulo: “Estão falando muito de mim… Sigamos em frente e em paz”.

Recentemente, Fábio Assunção usou as redes sociais para explicar que um texto compartilhado por diversos famosos na internet, na verdade, não é de sua autoria.

“Pessoal, esse texto não é meu. Agradeço todo o amor e afeto que estão espalhados pelas redes, e que chegam até mim. Colegas, amigos, e pessoas aqui presentes”, começou.

“Meu movimento, minha busca é pelo aprendizado, expansão e entendimento de como poderei transformar isso tudo em uma contribuição positiva e potente para a nossa sociedade. Esse é o lugar onde estou agora. Um beijo!”, escreveu ele.  Tatá Werneck e Maira Charken foram algumas das celebridades que compartilharam o texto.

MAIS:

Pela primeira vez, Fábio Assunção se pronuncia sobre memes com sua foto: “Ofensivo”
O ator comentou sobre as piadas que fazem sobre a sua dependência química. Fábio Assunção se tornou meme nas redes sociais no últimos meses, por conta de uma foto em que aparece embriagado em uma delegacia de São Paulo. O artista se tornou motivo de piada nas redes sociais por conta do seu problema com álcool e, por conta disso, é associado ao fim de semana, por conta das “festas” e do famoso “sextou”.

O caso tomou tamanha proporção que já estão sendo feitas máscaras com o rosto do ator para o carnaval. Durante o programa “Conversa com o Bial”, Fábio se pronunciou pela primeira vez sobre o caso: “Sempre achei os memes ofensivos. Conversei com meu filho (João, de 15 anos), falei que estava pensando em processar um deles e ele disse: ‘pai, não faz isso não, é zoeira’. Vi que estava pegando pilha, levando a sério. Daqui a pouco alguém toma um porre na sexta e eu vou perder o título”.

Já tive uso exagerado e uma relação obsessiva. É uma coisa que pode acontecer, você não sabe se o uso recreativo vai te levar a isso. Para mim esse assunto já foi, estou em outra fase. É um assunto muito recorrente, tem uma coisa de estigma que tenho que lidar”, finalizou.

Recentemente, foi realizada uma música que “brinca” com o dependência do ator. Na letra, o cantor diz que vai “ativar o modo Fábio Assunção”.

Gostou do nosso artigo? Obrigado pela visita, volte sempre!
Fonte: metropolitanafm

Arjona

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *