0

“Eu não salvei o motorista; foi ele quem me salvou” diz Leiliane “falta de humanidade”

Leiliane Rafael da Silva, 28 anos deu uma entrevista a Veja, onde falou que esta faltando humanidade nas pessoas, e que no momento do acidente, ela percebeu que muitos estavam mais interessados em filmar, do que ajudar as vítimas.

Leiliane ficou famosa ao tentar bravamente soltar o motorista do caminhão que se envolveu no acidente com o helicóptero que levou a vida  do jornalista Ricardo Boechat e o piloto Ronaldo Quattrucci.  Depois de ser nacionalmente conhecida, ela revelou um drama pessoal: Há cerca de quatro meses foi diagnosticada com Malformação Arteriovenosa (MAV), que é uma espécie de tumor cerebral.  Veja o que Leilaine disse na entrevista:

O que aconteceu? Eu estava na garupa da moto do meu marido quando a queda ocorreu. Se não fosse o caminhão, o helicóptero cairia na nossa cabeça. Então, eu não salvei o motorista: foi ele quem me salvou. Fiquei chocada com a falta de humanidade das pessoas.

Falta de humanidade? Sim. Muitos homens se posicionaram perto do caminhão para fazer uma selfie tendo o motorista ensanguentado ao fundo. É muita falta de humanidade. Na internet, me chamaram de Mulher-Maravilha. Eu tive minha terceira filha há quatro meses e, recentemente, sofri uma crise de convulsão que revelou que tenho uma doença chamada MAV (malformação arteriovenosa).

Quem filmou o vídeo de seu resgate? O meu marido quis filmar para mandar para a minha família, pois não posso fazer força por causa da doença. Minha mãe ficou doida comigo, mas depois sentiu orgulho. Eu sempre fui forte, não senti o peso da porta do caminhão. Já trabalhei como ajudante de pedreiro e carreguei muito saco de cimento.

NAR -Gostou do nosso artigo?…Deixe seu comentário e compartilhe com amigos e familiares. Obrigado pela visita, volte sempre!
Fonte: maetips

Arjona

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *