0

Aos 64 anos, Fábio Jr. relembra o passado e admite arrependimentos: Entenda

Aos 64 anos, Fábio Jr. olha para o passado e admite arrependimentos: “Não fui um bom pai”

Fábio Jr. é um ícone da música romântica no Brasil. Galã de novelas, o músico já arrancou suspiros de gerações de mulheres. Apesar da carreira de sucesso, Fábio admitiu erros e arrependimentos do passado, em entrevista.

A experiência de ser pai é algo que traz sentimentos ambíguos para ele. Com 5 filhos – Cléo Pires, Fiuk, Tainá Galvão, Krizia e Záion – Fábio Jr. olha para trás e se sente culpado em relação a eles. O cantor foi muito sincero ao abrir o coração para seus fãs.

No quadro Selfie da Verdade, Mônica Salgado teve um bate-papo descontraído com o cantor. Questionado se ele se considerava um bom pai, Fábio Jr. foi direto: “ Não. Acho que podia ser melhor”, refletiu ele.

Segundo o ator, tudo foi questão de escolhas. Mesmo sob protesto dos filhos, que pediam para ficar mais com o pai, ele acreditava que estava fazendo o certo e que os filhos um dia passariam pelo mesmo:
Eu falava pra eles: ‘Vocês têm que assumir as consequências das escolhas que fazem’. O Fiuk falava: ‘pai, não viaja’, a Tainá pequenininha segurava na barra da minha calça. Eu trabalhava muito, fazia novela com show, disco, carreira internacional. Eu dizia: ‘vocês vão passar por isso, é uma solidão intrínseca, faz parte da carreira”, relembrou ele.

O cantor relata que, por ter tido uma juventude não muito boa financeiramente, ele sempre quis dar tudo o que não teve para seus filhos. Apesar dos problemas, ele revela que nunca precisou fazer terapia. As conversas com os amigos são suficientes para que ele tenha uma visão mais clara da vida.

“Com os amigos que eu tenho, não foi preciso. A gente fala muita coisa, damos risadas contando histórias, piadas”, explica ele, contando, porém, que evita falar de coisas tristes com seus amigos, pois teme que eles fiquem para baixo também.
Fábio Jr fez um desabafo e tanto nesta entrevista! E você, o que achou das declarações do galã? Esse sentimento de culpa é comum em todos os pais ou ele realmente poderia ter dado mais atenção aos filhos? Deixe sua opinião.

NARG -Gostou do nosso artigo?…Deixe seu comentário e compartilhe com amigos e familiares. Obrigado pela visita, volte sempre!

natiarjona

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *