0

Para onde vai o xixi e o cocô do bebê na barriga da mãe?

Como você já deve saber, a gestação humana dura 9 meses. É durante esse tempo que a criança se forma e se desenvolve dentro do organismo da mãe, tirando dele tudo que precisa para nascer saudável e perfeito.

Mas, a pergunta que não quer calar é: para onde vai o xixi e o cocô do bebê na barriga da mãe? Afinal, não dá para passar tantos meses assim sem tirar aquela “água do joelho”, não é mesmo?

Para onde vai o xixi e o cocô do bebê na barriga?

Segundo especialistas, o xixi da criança em formação fica solto livremente dentro da bolsa amniótica, que é aquela que envolve o bebê no útero. Basicamente, a líquido presente ali, essencial para o crescimento do bebê, é quase todo formado pelo xixi do embrião.

Mas, calma, nem tudo é tão nojento quanto pode parecer inicialmente. O xixi do bebê na barriga da mãe é quase 100% composto por água, já que ele não tem muita sujeira para excretar, até porque ele se alimenta do nutrientes da mãe pelo cordão umbilical.

E o pouquinho de sujeira que existe nele, como a ureia, o sódio e a creatina são enviados direto para o cordão umbilical e acaba sendo excretado pela própria mãe.

Xixi mesmo, propriamente dito, o bebê só consegue fazer a partir da 16ª semana e, mesmo assim, continua acontecendo o mesmo ciclo dentro do útero.

E o cocô do bebê?

Só quase na reta final da gravidez, na 25ª semana de gestação, é que as células do intestino do bebê começam a funcionar e ele passa a produzir uma secreção escura, o mecônico, que impede que as paredes do intestino da criança se colem.

Ele normalmente não tem cheiro e costuma ser liberado depois do parto, durante os primeiros dias de vida da criança.

O problema mesmo é quando o mecônio vaza no líquido amniótico, se tornando um risco para o bebê durante sua primeira respirada ao nascer e não exatamente enquanto ele estiver dentro da barriga da mãe. Nesse caso, se o bebê respirar o líquido contaminado, ele pode infectar seus pulmões e desenvolver uma pneumonia.

Aliás, para evitar complicações é que os médicos costumam sugar o líquido amniótico do nariz e da boca do bebê antes de cortar o cordão umbilical.

Interessante, não? Você tinha ideia de que as coisas funcionavam assim?



admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *