0

Estudo afirma que uso de paracetamol e ibuprofeno podem deixar mulheres surdas

É sempre bom alertar aquele amigo ou amiga que abusa de remédios mesmo sem prescrição médica. Afinal, sem o auxílio de um médico fica impossível calcular os riscos e podem haver graves consequências.

Em um novo estudo comprovou-se a ligação entre uso de paracetamol e ibuprofeno duas vezes na semana com a perda de audição em mulheres.

A descoberta é muito chocante e alerta que o uso de 2 analgésicos semanalmente em um período de seis anos traz uma perda auditiva! O motivo? A composição destes medicamentos têm drogas que cortam a irrigação sanguínea no ouvido interno.

A pesquisa feita por Dr. Gary Curhan, do Hospital Brigham and Women, nos Estados Unidos. De acordo com o estudo, é certo afirmar que 1 em cada 20 mulheres que tem uma surdez não em sua totalidade pode ter como vilão o uso de analgésico!

Para a pesquisa, mulheres que estejam com 45 anos ou mais devem procurar outras alternativas para melhorar suas dores nas costas e de cabeça, sem ser por meio dos remédios já citados. Um dos maiores problemas de uma perda de audição repentina diz respeito a também perda de qualidade de vida!

Ainda em relação às descobertas, Curhan descobriu que 1 a cada 12 mulheres faz uso de paracetamol 2 dias semanalmente para dores comuns. A pesquisa foi feita com 55,850 mulheres com idade entre 44 e 69 anos, onde quase metade queixou-se de problemas para ouvir.

No Reino Unido, onde foi feito o estudo, uma a cada seis pessoas costuma ter problemas de audição. E o resultado disso é: um sentimento de tristeza e solidão culminando na aceleração na perda de memória e consequente demência. Ou seja, o recado dado é: busque por outros tratamentos para curar as suas dores.

Para os estudiosos da área, o paracetamol apresentou uma série de evidências de que ele diminui a irrigação de sangue para a cóclea, no ouvido interno.

Além disso, o mesmo medicamento pode exterminar os antioxidantes presentes dentro da orelha e que são responsáveis por diminuir a aceleração do envelhecimento.

Por conta disso mesmo, a cóclea torna-se mais frágil e suscetível a lesões. Além disso, os analgésicos prejudicam pelos no ouvido interno que são responsáveis por nos dar uma audição mais clara. Fica a dica para quem se entope deste tipo de medicação!

Evaldo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *