0

Uma mulher de 70 anos da à luz seu primeiro filho, mas o mais estranho é a identidade do pai

A maioria das mulheres sonha em ter um filho, mas nem todas aquelas que querem ser mães tem a sorte de encontrar o parceiro ideal para realizar esse desejo.

Por causa disso é que muitas mulheres acabam se atrasando para ter um filho e passam da idade médica para a gestação. Acontece também, depois da invenção do feminismo, das mulheres preferirem antes enveredar por uma carreira profissional antes de engravidar.

O período ideal para ser mãe, segundo os especialistas, é entre os 22 e os 27 anos, idade em que o corpo da mulher já está apetrechado com todas as condições para gestar crias saudáveis sem riscos na gravidez.

Mas a história que vamos lhe contar a seguir supera tudo o que a medicina já viu, chegando a deixar a comunidade médica espantada com o extremo da situação. Essa é as história da mãe mais velha que se tem notícia, uma senhora de 70 anos.

Com os avanços da medicina e o aumento da expectativa de vida, a cada ano que passa vamos tendo notícia de casos de mães tardias. Mas o caso de Daljinder Kaur é um caso excepcional.

Até então, não se achava que uma mulher pudesse engravidar com a idade de 70 anos, com uma gestação saudável para ela e a criança. Mas essa mulher provou o contrário.

Vontade de Deus

A pergunta que todos se faziam era: como foi possível? Pois a mãe de primeira viagem respondeu que foi a insistência e Deus que lhe proporcionaram um filho. De fato, ela passou a vida insistindo e nunca desistiu.

O mais curioso é que o pai deste bebê é Mohinder Singh Gill, companheiro de Daljinder há 50 anos.

O casal jamais desistiu e nunca se deixou abater pelos preconceitos. Na Índia, as pessoas não olham com bons olhos os casais que se casam e não tem filhos. A vida inteira foram alvo de olhares feios e comentários maldosos por não terem filhos.

Mas se você acha que a mãe tem uma idade impressionante, espere para saber a do pai. Mohinder tem 79 anos de idade.

O bebê foi batizado de Armaan e nasceu em abril de 2016, em Nova Deli. Porém ele não foi concebido de maneira natural: o casal levou dois em tratamento para uma fertilização “in vitro”.

O médico que acompanhou a gravidez Daljinder disse que tinha muito medo pela hora do parto, mas que foi nessa hora que “o milagre aconteceu”.

Segundo ele, no início do tratamento a mãe estava muito fraca, mas depois tudo começou a ir bem ” Estou muito feliz pelo casal”disse.

Daljinder sente que sua idade tornou a maternidade difícil.

Ela acrescentou: ‘Sinto-me exausta com facilidade e a única vez que descanso é quando ele adormece”.

“Meu marido e eu adoecemos com frequência devido à nossa idade, mas temos que lidar, pois temos que cuidar do nosso filho.

Eu faço a maior parte do trabalho, mas o pai contribui da maneira que ele pode.

“Então, nós coletivamente assumimos a responsabilidade de criar nosso filho da maneira que pudermos.”

Mas Daljinder não se arrepende.

Não importa onde eu esteja”, ela disse, “ele vai rastejar para mim. Eu o amo”.

Ele é uma criança amigável e sorri para todos”.

“Isso torna as coisas muito fáceis para mim, porque posso ficar à vontade quando alguém está por perto”.

‘Eu passo o dia todo com ele. Decidimos não receber ajuda. Ele ama muito seu pai.

“Ele está sempre em seus braços, se eu estiver ocupada cozinhando ou fazendo trabalhos de casa.”

Quando Armaan fizer 1 anos em 19 de abril, Daljinder e Mohinder planejam levá-lo ao Templo Dourado, em Amritsar, para buscar as bênçãos de Deus.

A mãe falou: ‘Nós não queremos uma festa. Ele tem sido uma bênção de Deus, então vamos continuar a respeitar isso e levá-lo ao Templo Dourado para receber bênçãos por sua boa saúde e futuro brilhante”.

‘”Também precisamos de bênçãos. Precisamos de tantas boas bênçãos quanto possível para nossa boa saúde”, disse a septuagenária ao jornal Indian News.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *