0

((URGENTE)) Bastidores do crime denunciam o verdadeiro assassino de Isabella Nardoni…Veja o Vídeo!

O ex-assistente de luxo no palco do ‘Cidade Alerta’, Percival de Sousa, relembrou os detalhes que indicaram o verdadeiro assassino de Isabella.

Em um belo texto publicado em sua coluna no R7, Percival de Souza, advogado e comentarista de TV, que há muito dividiu palco com Marcelo Rezende no ‘Balanço Geral’, programa policial das tardes da Record TV, revelou os bastidores do crime de Isabella Nardoni. Com detalhes até então desconhecidos do público, Percival relembrou o crime bárbaro que a princípio foi tratado como um homicídio com suspeito não identificado e a investigação sofreu uma reviravolta, que apontou Alexandre Nardoni e Ana Jatobá, os responsáveis pelo crime. Os detalhes foram cruciais para a guinada nas investigações que vitimaram a pequena Isabella Nardoni.

Relembre o assassinato de Isabella Nardoni
A cena em março de 2008, na área de lazer do Edifício London, mostrava o corpo de uma menina que havia ‘caído’ do sexto andar do apartamento de seu pai.

As investigações revelaram depois que ao invés de acionar imediatamento o Samu, o pai da menina ficou 20 minutos ao telefone com o pai, até que ele acionasse a emergência. Vizinhos ficaram atônitos com a morte da garotinha em plena área de lazer do prédio pacato e quando a emergência médica chegou, nada podia ser feito, a não ser convocar o IML. Dois delegados do 9º Distrito Policial, Calixto e Renata [VIDEO] , assumiram o caso bárbaro e como são humanos como todos, choraram muito ao se deparar com o cenário.

Detalhe que revelou o verdadeiro assassino
Como de praxe os dois convocaram o pai para testemunhar e ajudar nas investigações. Até um primeiro momento, o pai era considerado vítima de uma crueldade. Entretanto, um detalhe chamou a atenção dos treinados investigadores. Algumas horas depois de uma conversa identificando possíveis suspeitos do crime contra a filha, Alexandre Nardoni estende o braço, olha para o relógio e pergunta se os delegados têm mais alguma pergunta, pois ele precisa ir para casa tomar uma ducha.

Era 1h20 da madrugada e nem mesmo os delegados pensavam em parar os serviços, mas o próprio pai mostrou desinteresse no caso.

O detalhe foi muito estranhado pela dupla de investigadores, que na hora se entreolharam e naquele momento a desconfiança tinha um nome e sobrenome: Alexandre Nardoni. Entretanto, apenas a desconfiança de dois policiais não seria necessária para condenar um suspeito. O trabalho árduo começou então.

Investigação do caso Isabella Nardoni
A investigação já tinha um suspeito, aliás, dois, Alexandre Nardoni e Anna Jatobá, mas era preciso tirar algumas dúvidas com respostas técnicas. Não havia arrombamento nem marcas de invasão no prédio, o que descartou a hipótese de alguém de fora. O próximo passo foi a utilização do luminol, um reagente que identifica sinais de sangue. Essa foi uma das provas mais contundentes. Havia vestígios de sangue da menina dentro do carro do casal, dentro do elevador, no hall do elevador até a porta do apartamento da família e inclusive dentro dele.

Havia também marcas do pé de Alexandre na parede, usado para se apoiar e jogar a filha pela janela.

Tudo era muito esclarecedor e já haviam provas suficientes para incriminar Ana Carolina Jatobá e Alexandre Nardoni.

Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá indiciados, julgados e culpados
Com todas as provas em mãos, o caso foi a juri popular e a dupla foi condenada por todos os crimes, pegando praticamente a pena máxima. A mecânica do crime descrita pela promotoria disse que a madrasta matou a enteada com pancadas ainda dentro do carro e o pai foi o responsável por tentar ocultar a cena do crime.

A última movimentação do caso acabou com o senso de justiça da população. A juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani concedeu a Ana Carolina Jatobá a prisão semiaberta, dizendo que ela tinha comportamento exemplar na cadeia.



LEIA TAMBÉM->
loading...

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *