0

Milium na pele: como tirar, por que se forma e + 5 fatos para saber antes de espremer

Milium sebáceo é um problema muito comum, apesar de muita gente não saber exatamente do que se trata e tampouco conhecer esse nome, que é um pouco estranho. Caracterizado pelo surgimento de pontinhos brancos na pele, ele pode ser confundido com cravos, o que faz com que muitas pessoas o cutuquem. Porém, retirá-lo pode não ser tão simples, já que requer cuidados para não piorar o problema.

O que é?
São pequenas bolinhas brancas que aparecem na pele devido ao acúmulo de queratina e células mortas nos poros. Revestidas por uma camada de pele, as lesões são mais frequentes no rosto, principalmente próximas aos olhos, e em áreas íntimas. Diferente de acne e cravos, os miliuns não apresentam vermelhidão e dor, apenas o incômodo estético.

Em recém-nascido

aparência, ela não causa complicações e em alguns casos some com o tempo.

Tipos de milium
De acordo com a dermatologista Cintia Guedes Mendonça, o pontinho branco no rosto ou em outras partes do corpo pode ser primário ou secundário.

“Os primários são aqueles sem causa aparente e os secundários são provocados por alguma doença ou procedimento dermatológico”, explica a doutora.

Para diagnosticar a origem e realizar o tratamento adequado é necessário visitar um dermatologista.

Por que surge?

As causas para o aparecimento dos miliuns não são muito definidas, mas sabe-se que ele pode estar ligado à realização de processos que promovam a cicatrização rápida da pele, como alguns tratamentos estéticos, ou até mesmo à doenças dermatológicas.

Milium: como tirar?
Segundo a dermatologista Cintia Guedes Mendonça, não são usados remédios ou pomadas para o tratamento, apenas procedimentos de retirada da bolinha branca na pele com uso de agulhas.

Outros procedimentos estéticos, como esfoliações e peelings, também podem levar à extração do pequeno cisto.

Retirar milium com agulha de insulina: é perigoso?

A milia pode ser retirada com uma agulha fina durante a limpeza de pele. Há até mesmo quem extraia em casa com agulha de insulina, porém, é preciso ressaltar que a forma mais segura de realizar o procedimento é recorrer a profissionais especializados, como esteticistas e dermatologistas.

“É possível retirá-los sem especialistas, mas isso pode causar infecções, cicatrizes e manchas. Portanto, não é recomendado”, afirma Cintia Guedes Mendonça.

Como prevenir?
Não há uma fórmula exata para evitar o aparecimento destas bolinhas brancas, todavia algumas medidas podem ajudar, como manter a pele limpa e usar produtos adequados ao seu tipo de derme.

Fonte: http://www.vix.com



LEIA TAMBÉM->
loading...

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *