0

Pesquisadores brasileiros descobrem remédio natural para o câncer: reduz até 90% do tumor

Já falamos muito de tratamentos alternativos para o câncer aqui.
E estamos agora trazendo mais uma opção: o álcool perílico.
Nunca ouviu falar desse álcool?
Trata-se de uma substância extraída do óleo essencial de plantas como hortelã, cereja e sálvia.
É um produto 100% natural.
E a boa notícia é que, de acordo com pesquisa feita pela Universidade Federal Fluminense (UFF), esse álcool consegue reduzir consideravelmente tumores cancerosos, como o glioblastoma multiforme, o mais mortal dos cânceres de cérebro.
Os pesquisadores da UFF Thereza Quirico-Santos, Clovis Orlando da Fonseca e equipe descobriram que o álcool perílico destrói as células do glioblastoma e inclusive impede o seu crescimento e a sua metástase.

Além disso, comprovaram que, por ser um elemento de origem natural, o álccol perílico não provoca nenhum dano ao organismo e ainda incrementa e fortalece o sistema imunológico do paciente.
O tratamento com álcool perílico é feito por meio de inalações.
Como em uma nebulização, ele é inalado quatro vezes dia.
O tratamento não causa perda de cabelo, náuseas e vômitos, como outros procedimentos contra o câncer.
VÍDEO – ÁLCOOL PERÍLICO NO TRATAMENTO DE CÂNCER

Um dos pacientes que tiveram bom resultado com o uso do álcool perílico foi o engenheiro Fernando Afonso.
Ele tinha 49 anos quando sofreu convulsão e recebeu o diagnóstico de câncer com a sentença: viveria no máximo seis meses.
O tumor tinha volume equivalente a uma bola de pingue-­pongue (64 cm cúbicos) e não havia possibilidade de cirurgia.
Ao consultar o oncologista, soube da pesquisa da UFF e foi incluído no estudo.
Desde 2007 faz inalação com álcool perílico.
Resultado: o tumor foi reduzido para o tamanho de 9 cm cúbicos.
“Tive a sorte de conseguir debelar um tumor como esse sem nunca ter tomado uma injeção”, conta.
O medicamento de álcool perílico é gratuito e fornecido pela Universidade Federal Fluminense.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.



LEIA TAMBÉM->
loading...

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *