0

((ALERTA)): Falso exame de glicose contamina pessoas com HIV no interior?..Saiba detalhes…

Um alerta de causar pânico está sendo espalhado pelas redes sociais e grupos privados de mensagens. Uma criminosa estaria decidida a espalhar o vírus HIV em locais públicos, se aproveitando da ingenuidade ou desatenção das pessoas.

A mensagem avisa que uma mulher, com o pretexto de realizar um teste de glicemia, estaria contaminando pessoas com o HIV. Quem controla os índices glicêmicos conhece bem o exame: com uma pequena agulha se extrai uma gota de sangue da ponta do dedo.

“Pessoal…se vocês forem a shopping ou local movimentado e por acaso alguém abordar pedindo pra vocês fazerem a medição da glicose: denuncie! Este suposto teste está passando o vírus HIV. Repassem para os contatos de vocês! Pedido da vigilância sanitária e PM. A mulher está vestida como enfermeira, cuidado! É muito sério isso! Repassando informação de outro grupo.”

A verdade é que mensagem idêntica, circula pelas redes há, pelo menos, dois anos. Mesmo recado foi divulgado em 2014 no interior de Minas Gerais, também provocando receio na população. Voltou a aparecer no ano passado, dessa vez no interior de São Paulo.

– Um boato sobre alguém picando pessoas com uma agulha contaminada em cinemas também circulou por aqui. Felizmente, acabam sendo boatos – diz o médico Fabiano Ramos, chefe do Serviço de Infectologia do Hospital São Lucas da PUCRS.

Mas ele alerta que a chance de contaminação por uma picada como a do boato existe, apesar de baixa. Isso porque a quantidade de vírus na ponta de uma agulha seria pequena, e poderia ser ainda menor no caso da pessoa que contaminou o objeto estar em tratamento contra o vírus.

– De qualquer forma, vale as pessoas saberem que não devem aceitar exames de estranhos, na rua, de forma aleatória. Os órgãos de saúde, quando oferecem essas medições públicas, estão bem identificados e usam materiais descartáveis – avisa o médico.



LEIA TAMBÉM->
loading...

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *