0

((Ectopia cordis)) O caso da menina que nasceu com o coração fora do peito!

Mãe não passou por acompanhamento médico durante a gestação e ficou em choque ao descobrir que a filha sofre com condição chamada ectopia cordis

Os pais temiam que ela pudesse morrer antes mesmo de uma cirurgia que pudesse recolocar o coração dentro do peito.
Um bebê nasceu com o coração para fora do peito na Índia. A mãe, Tazmina Khatun, de 28 anos, deu à luz em um hospital e ficou em choque ao descobrir a condição da filha.
A menina precisou ser transferida para um instituto do coração em outra cidade, onde especialistas poderão avaliar o quadro. Entretanto, os pais temem que ela possa morrer antes de uma cirurgia para recolocar o coração dentro do peito.
“Não pude segurar as lágrimas quando vi a bebê. Nunca havia visto uma criança assim antes e não podia acreditar que minha filha nasceu deste jeito”, afirmou o pai, Jahirul Isma, de 29 anos, segundo reportagem do site Daily Mail. O indiano disse também que espera por um milagre para salvar a filha.
Ectopia cordis
Dr. Manirul Islam Sarkar, que cuidou da criança após o parto, afirmou que ela sofre com uma condição chamada ectopia cordis, em que o coração se desenvolve para fora da cavidade torácica.
Por conta da condição financeira da família, Tazmina não pôde passar por acompanhamento médico e não sabia do problema da filha até o nascimento.
O especialista explicou ainda que a cirurgia para recolocação do órgão seria bancada pelo governo. “Esperamos por um procedimento de sucesso”, disse Dr. Manirul. A operação deverá ser feita com urgência, já que crianças com a malformação tendem a morrer nos primeiros dias de vida.
Final feliz
Os americanos Brian e Caitlin Veitz descobriram que diversos órgãos de sua filha estavam se desenvolvendo para fora do corpo, incluindo o coração. Felizmente, uma cirurgia feita imediatamente após o nascimento da pequena fez com que ela não sofresse nenhuma sequela mais grave.
Foram necessários 60 médicos de 12 equipes diferentes para estabilizar e operar a criança após o nascimento. “Foi uma das coisas mais difíceis. Eu não a vi quando ela nasceu. Precisei falar aos médicos para só levá-la o mais depressa possível para dá-la a melhor chance”, afirmou Caitlin.
No ano passado, a família comemorou o primeiro ano de Kieran em casa. A recuperação da menina surpreendeu até mesmo os médicos que acompanharam o caso. Dr. Joseph Dearani afirmou que Kieran foi um dos casos mais raros de coração para fora do tórax que ele já viu, se não o mais raro.



LEIA TAMBÉM->
loading...

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *