8

Esposa traída arrasta mulher nua pelas ruas; fazendo uma longa sessão de tortura…Veja o Vídeo!

A mulher que foi torturada e obrigada a andar nua pelas ruas de Cubatão (SP) procurou a polícia e registrou uma queixa contra a suspeita. A vítima, que prefere não ser identificada, foi agredida pela mulher de um rapaz com quem mantinha um relacionamento extraconjugal. Segundo ela, a agressora e os filhos chegaram a sugerir aos moradores que a estuprassem como ‘vingança’.
De acordo com informações da polícia, a suspeita, que publicou fotos e vídeos da tortura nas redes sociais, poderá responder por oito crimes: ameaça, lesão corporal, injúria, difamação, violência doméstica, delito de intolerância, violência contra a mulher e tortura. A pena total pode chegar a 10 anos de prisão.

O caso aconteceu na última sexta-feira (13). Segundo a polícia, a vítima, de 20 anos, relatou que foi ‘enganada’, já que o homem havia afirmado que estava separado da mulher. Por esse motivo, ela resolveu ir com o rapaz, com quem já mantinha um relacionamento há quase seis meses, para a casa de um amigo dele, onde passou a noite.
De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela vítima, a mulher apareceu na casa acompanhada de dois filhos e dois amigos. Assim que notou a presença da garota, a esposa do homem começou a agredí-la e utilizou uma gilete para raspar seus cabelos, enquanto os filhos gravavam tudo com um aparelho celular.
Após as agressões, a vítima foi arrastada, nua, pelas ruas da cidade. De acordo com a jovem, a suspeita e os filhos chegaram a sugerir que os moradores a ‘estuprassem’ para que ela aprendesse que ‘não era correto sair com o marido das outras’. A jovem foi socorrida por um homem que passava pelo local e foi levada para casa.

O caso foi registrado na Delegacia Sede de Cubatão. A jovem foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exame de corpo de delito. A expectativa dos policiais é que a suspeita se apresente ainda nesta segunda-feira (16) para prestar esclarecimentos.
Repercussão nas redes sociais
Imagens da tortura foram postadas nas redes sociais por dezenas de moradores de Cubatão. Os compartilhamentos, porém, partiram da própria agressora, que fez um desabafo justificando a ação. “Não estou nem aí para o que os outros pensam ou deixam de pensar. Muitas pessoas estão me criticando e não sabem de mim. Ela já apanhou de várias mulheres e não aprendeu. Vou mostrar como faz com as talaricas de homem casado. Fiz isso porque peguei essa vagabunda com o meu marido”, disse.

VEJA O VÍDEO E DEIXE SUA OPINIÃO:



LEIA TAMBÉM->
loading...

admin

8 Comments

  1. Tipoooo,faria mesmo só que deveria ter feito a mesma coisa com seu marido,pois ela não tem aliança no dedo e nem tem compromisso com vc mas seu marido sim pois quem deve fidelidade a ti e ele,então deveria ter feito com os dois
    Soºó achoo

  2. ela só queria desabafar para aliviar a dor de ter sido traída quem esta defendendo essa vagabunda é por que não sabe a dor de uma traição pega homem casado e agora quer ter moral de ir na delegacia denunciar se eu fosse ela nem tinha ido na delegacia ela mereceu .
    Apesar que eu não tenho coragem de fazer isso com ninguém mais ela bem que mereceu 6 meses já é muito tempo de ela ter descobrido. Que ele era casado

  3. Palhaçada isso da parte da mulher que foi traida era pra ela fazer isso com o marido dela pra ver se ele toma vergonha na cara safado..

  4. Que nojo dessa ridícula o vagabundo que trai e a menina que paga além de chifruda é retardada mental ainda por cima pra fazer uma coisa dessas

  5. Não sei se ela está certa ou errada mas tenho uma vidinha q é evangélica e descobriu q o esposo dela está namorando outra moça e ainda pedio em casamento pra família da outra mulher como podemos ver nem todas sabe
    Q estão sendo enganadas mas digo por mim q se pegasse meu marido com outro bateria nele pq é sem vergonha e depois nela doque adianta bater só na mulher Se ele vai continuar sendo safado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *