A História de um cachorro que chocou o país e mobilizou a sociedade…

cao-yorkshire

A notícia sobre o brutal espancamento sofrido por um cãozinho yorkshire publicado ontem (15) pela Agência Nacional de Direitos Animais (Anda), chocou o país e mobilizou a sociedade, ganhando grande repercussão na internet e na imprensa em geral.

O assunto desde ontem é um dos mais comentados no Twitter, Facebook e Orkut. Os internautas, indignados com a violência, compartilham e pedem justiça para mais este caso de maus-tratos e crueldade contra um inocente animal.

O vídeo mostra imagens gravadas provavelmente da janela de uma casa vizinha, cenas de grande violência. A tutora espanca brutalmente um cãozinho yorkshire. Ela chuta, joga o pobre cão contra a parede e dá golpes com balde na cabeça do cachorrinho. A violência foi presenciada pelo filho dela de apenas 3 anos de idade. Segundo informações, ainda a ser confirmadas pela polícia, a agressora é uma enfermeira de Goiás.

Luciana Gimenez ficou absolutamente estarrecida com a agressão e ‘tuitou’ várias mensagens denunciando o caso. A apresentadora Astrid Fontenelle, a jornalista Mariana Godoy e o ator Marcelo Médici também estão ao lado de Luciana Gimenez na campanha de denúncia à agressora e pedem uma posição do Ministério Público sobre o caso.

vaca-199x300
Mulher que é formada em Enfermagem, espancou o cachorro de estimação até a morte

A ex-senadora e atual vereadora Heloisa Helena, do PSOL/SE, mostrou-se indignada e foi uma das primeiars a denunciar a crueldade nas redes sociais. Ainda na noite de ontem, ela apresentou denúncia contra a suposta agressora no Ministério Público de Goiás. A denúncia foi feita com base no fato de a criança ter presenciado a crueldade cometida contra o indefeso e inocente cãozinho. O presidente da Comissão em defesa dos direitos da criança, vereador Elias Vaz, prometeu acompanhar o caso de perto já a partir desta sexta-feira (16).

De acordo com a ONG Safernet, que se dedica à defesa dos Direitos Humanos na Internet, “uma cópia do vídeo foi preservada e será encaminhada para as autoridades que investigam crimes ambientais, para processar e punir a agressora.”

Enfermeira se defende

Pelo Twitter a enfermeira se defendeu antes de excluir a conta. “Estou dizendo por aí que sou uma monstra? Vocês não sabem o que eu passei com aquela peste” disse.

“Sou tranquila, casada, amo meu marido, meu filho, meus cachorrinhos. Enfermeira por amor. Muuuito feliz”, diz o texto que a definiria.

No Facebook a enfermeira escreveu em seu perfil: ao contrario do que estão falando sobre mim, eu amo os animais, cometi um erro, eu sei, admito, só que ninguém parou pra analisar o porque de eu ter feito aquilo, eu sei que errei, porém tive meus motivos, não devo desculpa à niguém, somento a minha cachorra que morreu, e lamento não poder me desculpar com ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*