Esposa de Robson Deixa o boxe por Família e para Marido virar Profissional…

rob1

Esposa de Robson Conceição e primeira boxeadora brasileira a disputar uma Olimpíada, Érika Conceição deixará os ringues em definitivo. Após o marido conquistar a medalha de ouro inédita para o Brasil na Rio 2016, a atleta de 33 anos confirmou que não irá mais disputar competições. Érika explica que o casal fez um acordo e que, a partir de agora, ela se dedicará mais à família e à filha Sophia de 2 anos, para que Robson tenha mais tempo de correr atrás de outro sonho na carreira: buscar o cinturão de campeão mundial. O baiano de 27 anos está avaliando propostas, mas ainda não oficializou sua ida para o boxe profissional:

– Eu vou parar, sim. Foi uma decisão tomada antes de começarem os Jogos. Nós fizemos um acordo: depois que ele fosse campeão olímpico, eu iria parar, para me dedicar mais à família, cuidar da casa, da Sophia, ficar mais com ele. São escolhas que fazemos em nossas vidas. Graças a Deus temos o direito de escolher. Com referência ao profissional, ele está analisando a proposta, vendo se vale a pena. Ainda não é nada concreto, mas é a vontade dele. Independentemente dele passar ou não para o profissional, eu estarei apoiando nesse mesmo sentido – disse ao GloboEsporte.com. Ela havia confirmado anteriormente ao Estado de S. Paulo.

Em Londres 2012, Érika se tornou a primeira brasileira a subir no ringue em uma Olimpíada. Em atividade desde 2005, ela foi bicampeã brasileira nas categorias 46kg e 48kg nos primeiros anos de carreira, e medalha de ouro nos panamericanos de boxe de 2007, 2009, 2010 e 2012. No fim de 2013, após ficar grávida da pequena Sophia, ela já havia se afastado dos ringues e agora decidiu não retornar mais. Érika faz um balanço positivo da carreira:

– Não vou parar de treinar, para manter a força e até mesmo pela saúde também, porque faz muito bem. Com relação a tudo que fiz, deixo um legado para o boxe feminino. Não só por ser a primeira na Olimpíada. Fui a primeira mulher a participar dos Jogos Sul-americanos, fui campeã, estive em campeonatos internacionais… Graças a Deus pude levar o nome do Brasil para ser bem representado lá fora. Sou reconhecida nos campeonatos que vou… Eu me sinto realizada como atleta, vendo o quanto colaborei para o boxe feminino.

rob4

Na Rio 2016, Érika acompanhou os Jogos de fora dos ringues, como espectadora. Com a pequena Sophia no colo, esteve na torcida em todas as lutas de Robson. Além disso, aproveitou para assistir a outros amigos que fez no boxe, como os conterrâneos Robenilson de Jesus e Adriana Araújo, e também para rever amigas estrangeiras da modalidade:

– Apesar de não ter participado dos Jogos, fico feliz por estar presente acompanhando as lutas do Robson e dos meus amigos Adriana e Robenilson. Encontrei muitas amigas minhas de competições, do Canadá, dos EUA, todas mandaram recado para mim, me parabenizando, me dando incentivo. Foi bastante gratificante – conta.

rob5

Érika conta após o ouro , Robson tem tido uma rotina muito intensa e mal tem parado em casa:

– Ele está sem muito tempo em casa. Viajando, participando de vários programas, aproveitando as oportunidades, porque não é sempre que as portas se abrem assim. Mas logo logo ele vai chegar.

Quanto à pequena Sophia, Érika conta que a filha pode não ter noção do feito do pai, mas está radiante diante da felicidade de seus familiares. Robson dedicou a medalha de ouro à ela, que completou dois anos na última sexta-feira.

– Ela está comemorando a felicidade que ela vê de todos nós aqui. Porém, acredito que ela não saiba o por quê ainda. Hoje não. Mas acredito que um dia ela vai saber. Ficou marcado. Ela foi a fonte inspiradora dele de chegar até a final. Ele dedicou a ela, faz tudo isso por ela, para dar uma vida melhor para ela.

rob6
Robson Conceição conquistou medalha de presente para filha Sophia, que completa 2 anos nesta sexta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*