Ex-BBB Cacau Operou Câncer. Veja como ela Descobriu e Tratou

A ex-BBB Cacau Colucci está se recuperando de uma cirurgia para a retirada de um câncer de tireoide. A loira afirmou em entrevista ao site de entretenimento Ego que o primeiro sintoma que percebeu foi a rouquidão na voz. “Nunca tomei anabolizantes e sempre me alimentei bem. Inclusive, vinha ficando mais rouca e era a doença que estava causando isso, e as pessoas dizendo que era bomba”.

Câncer de Cacau do BBB

Descoberta da doença

Apesar do sintoma inicial, Cacau, que participou da edição de 2010 do Big Brother Brasil, tomou conhecimento da doença através de exames de checape de rotina. O tumor maligno na tireoide tinha um centímetro, segundo ela contou ao Ego. A ex-BBB ainda descobriu um nódulo benigno no pescoço.

Cirurgia

Cacau passou por uma cirurgia para retirada da tireoide. De acordo com ela, o médico a tranquilizou dizendo que a chance de cura era de 98% e que se tratava do “câncer mais leve que existe”.

Ela contou à publicação que está curada, mas, com a remoção da glândula, agora precisa tomar hormônios diariamente para viver sem tireoide. Ela também faz sessões de laser para remoção da cicatriz da operação, além de disfarçar com maquiagem. Não foram necessárias sessões de quimioterapia.

Entrevistamos a oncologista Mirielle Nogueira para entender quais são os sintomas do câncer de tireoide, riscos de não ser tratado, formas de tratamento e como é possível se manter saudável sem esta glândula, que faz parte do sistema endócrino do nosso corpo.

O que é tireoide?

A tireoide é uma glândula do sistema endócrino responsável pela produção de hormônios que agem no controle de diversos órgãos do corpo. Sua atividade é controlada pela hipófise, através de uma substância chamada TSH (hormônio estimulante da tireoide), de acordo com material da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP).

Câncer de tireoide

O câncer de tireoide é duas vezes mais comum em mulheres e atinge, principalmente, pacientes de 30 a 50 anos. Vale lembrar que o câncer de tireoide não é um câncer comum, representando apenas 2% de todos os casos de câncer.

De acordo com oncologista da Oncomed BH Mirielle Nogueira, é mais comum a identificação da doença por meio de nódulos na região central do pescoço do que pela voz rouca, como aconteceu no caso de Cacau.

“É pouco comum que a rouquidão seja o motivo da descoberta. Ela é ocasional, pois o mais comum é perceber um nódulo na região anterior baixa do pescoço”, explica. “Mas, somente com um exame de imagem e biópsia é que é possível fazer o diagnóstico”.

Cacau revelou ao site que descobriu um tumor de 1 centímetro na tireoide há pouco mais de três meses. Ela preferiu não contar sobre a doença à família até fazer a operação de retirada do câncer.

Risco de metástase do câncer de tireoide

A ex-BBB disse que teve receio de que ocorresse metástase do câncer – quando o tumor “se espalha” para outras regiões do corpo. Geralmente, a disseminação para outros órgãos acontece em um dos tipos de câncer de tireoide, o indiferenciado, e pode atingir ossos e pulmão.

Fatores de risco

A oncologista ressalta que alguns fatores podem desencadear o câncer, como quem já fez procedimento de radioterapia, crianças que trataram linfomas, pessoas que têm histórico de tireoidite (doenças inflamatórias que atingem a glândula) ou casos de câncer de tireoide na família.

“A exposição da tireoide à radiação ionizante na infância é o fator de risco mais associado a esse tipo de câncer”, explicou o oncologista Celso Rotstein, consultor médico da Fundação do Câncer, em entrevista ao Bolsa de Mulher.

“Crianças submetidas à radioterapia para tratamento de alguns tipos de tumores no timo, por exemplo, estão sujeitas a desenvolver a doença numa fase mais avançada da vida. Mas é boato que exames de imagem como Raio-X e ultrassom possam causar tumores”, esclarece.

Tratamento

O paciente que identifica câncer de tireoide não precisa, necessariamente, fazer quimioterapia ou radioterapia, pois o tratamento pode ser feito com iodoterapia.

O mais comum é promover a remoção total ou parcial da glândula, em uma cirurgia chamada tireoidectomia, como explica a médica Mirielle Nogueira.

“A pessoa retira parcial ou totalmente a tireoide e precisa, então, fazer reposição hormonal para a vida inteira”, detalha. “Isso porque é necessário equilibrar os hormônios que controlam as funções de vários órgãos do corpo”.

A cirurgia forma uma pequena cicatriz na área do pescoço, que Cacau tem disfarçado com maquiagem e sessões de retirada de marcas com laser.

“O médico disse que estou curada, mas tenho que ficar checando a cada seis meses e fazendo exames. Mas, não preciso fazer quimioterapia”.

Chances de cura

A oncologista destaca que a chance de cura deste tipo de câncer é muito alta, mas que este fator também depende do subtipo do câncer. “Identificado em um diagnóstico inicial, a chance de cura é de 95%”.

Segundo a SBCCP, entretanto, até um terço dos cânceres bem diferenciados de tireoide reaparecem, principalmente em gânglios cervicais. Pode demorar até 20 anos para o câncer de tireoide reaparecer, por isso é necessário um acompanhamento médico constante.

Se você sentir alguma diferença ao apalpar a área próxima ao pomo de adão, com a presença de nódulos no pescoço, procure um endocrinologista para identificar a doença o quanto antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*