Ex-BBB Laércio nega Acusação de Estupro ao Depor: E Segue Preso: ‘Inafiançável’

Suspeito de cometer estupro de vulnerável e de oferecer bebidas alcoólicas para menores de idade, o ex-BBB Laércio de Moura foi preso na nesta segunda-feira (16), na casa dele, em Curitiba. Uma vítima foi identificada pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) e as investigações apontam que o tatuador manteve rum relacionamento com uma menina de 13 anos, em 2012.
O tatuador prestou depoimento nesta tarde e afirmou que vai provar sua inocência. “Ele negou todas as acusações”, informou a assessoria da Polícia Civil ao Purepeople. O ex-BBB estava acompanhado do advogado Ronaldo Manuel Santigo e falou bem pouco. Segundo fontes, ele não demonstrou nervosismo e permaneceu com a cabeça baixa durante o depoimento. Procurado pelo site, o advogado não atendeu as ligações.
Após o depoimento no Nucria, Laércio foi encaminhado, algemado, para o Centro de Triagem da Polícia Civil em Curitiba. Ele está numa carceragem aguardando vaga para ser transferido para uma penitenciária. Ainda de acordo com a assessoria da Polícia Civil, o “crime é inafiançável”.
Ana Paula Renault fala sobre prisão de Laércio: ‘É uma questão judicial’
As denúncias contra Laércio sugiram durante sua participação no “Big Brother Brasil 16”. No programa, ele admitiu ser ebófilo (expressão que significa atração sexual por adolescentes) e chegou a ser acusado de pedofilia por Ana Paula Renault. A repórter do “Vídeo Show ” comentou a prisão do tatuador.
“A minha discussão, com o ex-participante do ‘BBB 16’ em questão, ocorreu durante um confinamento sob grande estresse. As atitudes dele, somadas aos olhares e gestos, me desagradaram e muito, culminando em uma desavença pessoal. O fato ocorrido nessa manhã me deixa bastante surpresa e é uma questão judicial. Não existem culpados enquanto nada se provar”, disse Ana Paula Renault em nota.
Já a mãe do tatuador disse acreditar na inocência do filho. “Falei com ele agora de manhã por telefone. Ele me ligou dizendo para eu ter calma que ele está tranquilo, pois é inocente. Ele disse que vai provar sua inocência e que tudo vai ficar esclarecido, e eu acredito muito nisso. Sou uma mulher de Deus, e sei que o meu filho vai sair dessa e ficar tudo bem”, contou a aposentada Regina de Moura, de 76 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*