Como Recordar Quem Você foi em Vidas Passadas? Veja Aqui

capa-30

Algumas religiões espiritualistas pregam a reencarnação, como o Kardecismo, Budismo, Induísmo entre tantas outras. Em diferentes níveis e formas. Quando reencarnamos por uma série de motivos não nos lembramos o que ou quem fomos em nossas vidas passadas. Nem o que fizemos ou com quem nos relacionamos. E não é à toa que isso acontece. Uma das principais razões se dá pelo fato de, muitas vezes, termos feito algo de ruim ou apenas desvencilhamentos com pessoas que, hoje, são próximas ou com a gente mesmo.

De qualquer maneira, a curiosidade de sabermos quem fomos é grande, às vezes pode dar medo de descobrir, até mesmo porque essa informação pode influenciar muito no presente, e nem sempre de forma positiva. Aqueles que buscam sabedoria e evolução entendem que essas descobertas estão melhor escondidas do que vivas em nossa memória.

Qualquer dúvida que se tenha sobre o passado é aconselhada a permanecer em questão do que ficar ciente de algo que pode mudar por completo a forma que pensamos e vemos o mundo. Agora, caso você deseje realmente saber quem foi, existem alguns métodos. O ideal sempre é escolher a maneira que mais se adéqua a sua crença, e que tenha alguém próximo e de confiança quando for fazê-lo.

Aqui, listamos algumas formas de Como recordar quem você foi em vidas passadas. Confira com a gente.

Regressão

capa11

Primeiro é necessário prática, para a regressão é preciso que a pessoa relaxe física e mentalmente, depois faça um exercício de recordação, começa a recordar coisas cotidianas, passando cada vez mais para o “ontem”, sucessivamente. Dessa forma, a pessoa relaxa até o estado de adormecer, permitindo que a Consciência flua até o passado mais profundo, sendo capaz de recordar, pelo menos, alguns pontos da vida passada.

Somado ao exercício de recordação, ainda tem a vocalização de mantras, muito comuns em meditação. Eles são variados, dependem de pessoa para pessoa e de crença para crença. E nem todos são destinados à regressão de vidas passadas. Alguns são apenas formas de oração, como por exemplo Nam myoho rengue kyo, do Budismo japonês, e Oma ni padme hum, do Budismo indiano.

Outros métodos

Não sendo necessariamente métodos mas “sinais”, alguns momentos de nossas vidas podem ser reflexos de nossas vidas passadas e de uma forma ou de outra podem nos ajudar a entender um pouco sobre quem fomos. É importante deixarmos claro que às vezes podem querer dizer alguma coisa, mas nem sempre.

capa12

Os sonhos são uma forma de relaxamento da consciência e como muitos sabem, as vezes sonhamos coisas muito estranhas. Alguns desses sonhos, ou pesadelos, podem ser flashs de memórias e recordações de momentos da vida passada. Não que o realmente sejam.

capa13

Ter afinidade com alguma coisa ou alguém pode ser um resquício de uma vida anterior. Sabe quando você encontra uma pessoa que nunca viu e acha que conhece ela de algum lugar, pois é, ela pode ter sido um grande amigo, parente, uma desavença até mesmo o amor da sua vida passada.

capa14

Déjà vu, o mais comum, provavelmente todo mundo já passou por essa experiência. É sensação de que aquela cena da sua vida já acontece, do mesmo jeito, lugar e pessoas. É como se voltássemos o filme de nossas vidas e revivêssemos aquele momento, num outro período de tempo.

capa15

Você tem uma marca de nascença? Então, ela pode ser resultado de uma vida passada. De acordo com algumas crenças, tanto esse tipo de marca quanto deformidades e até mesmo doenças, podem ser consequências de atos e ações ocorridos anteriormente a reencarnação.

capa16

Pessoas com fobias e medos inexplicáveis, muitas vezes, procuram explicação para seus traumas nas vidas passadas. Por exemplo, um medo aterrorizante de altura, pode ser explicado pela morte acidental em um acidente de avião, ou a queda de um penhasco; o medo de água poder ser um reflexo de afogamento; e coisas do gênero.

E aí pessoal, o que acharam? Conhecem mais formas de relembrar vidas passadas? Sugestões, correções? Comentem com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*